Cozinhar: cozido, assado ou grelhado?

A forma de cozinhar os alimentos é determinante para tirar o máximo dos seus nutrientes. Fica a saber quais são as vantagens dos principais métodos de confecção!

Um estilo de vida saudável é o resultado de, pelo menos, duas coisas: praticar exercício físico e fazer refeições equilibradas.

Nesta última, um dos objectivos é o combate à gordura, pelo que os fritos ficam desde já de fora de questão. As verduras e legumes crus são mais saudáveis cozidos ou assados.

Os melhores métodos de confecção:

Cozer

cozer
É a técnica ideal para confeccionar ovos, batatas, arroz e massas, já que permite cozinhar os alimentos de forma segura e saudável. Contudo, quando o fazemos com verduras perdem-se vitaminas hidrossolúveis e alguns minerais, há excepção da sopa, onde é aproveitado todos as vitaminas.


Ao vapor

vapor
Esta forma de cozinhar é a que melhor pois garante o sabor, cor e odor das verduras, ao mesmo tempo que preserva os nutrientes, pois cozinha os alimentos sem nunca os mergulhar em água. Além disso, ao evitar o azeite, o valor calórico dos alimentos não aumenta.


Papelote

papelote
Uma excelente técnica que ainda não é muito utilizada, mas óptima para cozinhar verduras, assim como peixes (sobretudo gordos). Esta técnica não tem nada de complicado, apenas envolver os alimentos em papel de alumínio ou vegetal e coloque no forno. Desta forma os alimentos são cozinhados a partir do seu próprio molho, através do vapor.


Forno

assar
Assar é uma boa solução para carnes, peixe e verduras, já que permite cozinhar de forma limpa e segura. Levar alimentos ao forno não só conserva o sabor e as suas propriedade, como também evita que se tornem secos, mantendo a suculência do alimento.


Grelhar

Grelhar
Grelhar é uma técnica rápida e fácil, ideal para carnes e peixe. Pode fazê-lo em grelhadores de gás ou eletricidade, que lhe permitem cozinhar sem empregar azeite. Os cozinhados ficam com um sabor distintivo, parecido aos pratos preparados em brasa, mas sem necessidade de queimar os alimentos.


Wok

wok
Característico da Ásia, o wok é uma frigideira côncava óptima para preparar carnes, mariscos e verduras cortados em pedaços muito pequenos. A curva de 30 cm de diâmetro no fundo mantém o sabor e o cheiro dos cozinhados e tornando a envolvência dos alimentos e a mistura de sabores mais fácil.


Os métodos de confecção que deves evitar:

Estufado/Guisado:

Esste tipo de confeção, opta pela adição de água ou vinho, e por menos quantidade de gordura adicionada. Se adicionares legumes, o molho que será criado será enriquecido em minerais e vitaminas. Podes optar por não colocar gordura em alguns dos alimentos confeccionados, uma vez que alguns dos alimentos já contêm grande quantidade de gordura;

Fritos

fritar-com-saude

Os alimentos são cozinhados através da gordura, aumentando desta forma o seu valor calórico. Usa sempre o azeite para fritar, pois tolera temperaturas mais altas sem se degradar, a segunda melhor opção é o óleo de amendoim.

Ex: Quando salteias legumes (os quais não têm qualquer tipo de gordura) absorvem a gordura que é utilizada

“Cozinhar é o momento em que todos os ingredientes se encontram e juntos formam uma ópera de aromas e sabores”

Chef Di Manno

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Share on Reddit0Share on Tumblr