Regresso às aulas

 

backtoschool2

Não é o meu regresso às aulas, já lá vão 3 anos que essa rotina para mim acabou. Mas para quem ainda estuda, independentemente da idade, as aulas estão aí à porta!

O regresso às aulas pode ser uma boa oportunidade para questionar alguns dos hábitos alimentares que fazemos ou fazíamos.

Com o final do verão começa a azáfama do regresso às aulas: novo material escolar, a excitação das crianças que vão rever amigos e professores, novos horários e, muitas vezes, novas dúvidas sobre alimentação. O que comer? Quando comer? Levar de casa ou comprar na escola?

Para as crianças a alimentação nestas idades pode salvaguardar ou prejudicar a sua saúde e felicidade mais tarde, e são elas a próxima geração. O desenvolvimento físico e intelectual das crianças depende se têm ou não uma alimentação equilibrada, variada e completa. A dieta pode afetar o seu desempenho na escola, o comportamento e, claro, a sua saúde.

A alimentação das crianças deve ter em conta a sua idade, peso e tipo de atividade física, mas também aos seus novos horários, gostos e preferências alimentares. Contudo, é frequente preferirem os alimentos mais prejudiciais à sua saúde, rejeitando precisamente os alimentos mais saudáveis.

IMG_1272

Existem alimentos que não podem faltar na sua alimentação:

Legumes

Fontes de vitaminas e minerais, são fundamentais na alimentação das crianças

Cálcio

No caso do leite e iogurtes são uma fonte importante de proteína e cálcio.

Água

As crianças perdem líquidos com as brincadeiras, corridas e é muito importante que os líquidos sejam repostos com frequência. Uma boa forma de repor líquidos, além de beber água, é através da ingestão de frutas.

Frutas

São fontes de vitaminas e minerais

Carnes brancas e peixe

As carnes de frango ou perú, carnes vermelhas e o ovo são fontes ricas em proteína. Nutriente importante para o crescimento e para a formação da estrutura do organismo. Fonte também de ferro, importante mineral que evita a anemia e fraqueza. O peixe é uma fonte de Omega 3, nutriente importante para o desenvolvimento cerebral.

Leguminosas e cereais

Estes alimentos fornecem a energia que a criança precisa para brincar e para o crescimento. Alimentos, como feijão, ervilha, grão-de-bico e lentilha são fontes de fibra, cálcio e proteína.

unnamed (15)

Photo: H&M

Dicas para as refeições principais:

Pequeno-almoço:

É essencial que as crianças tomem um pequeno-almoço saudável antes de ir para a escola, pois permaneceram em jejum cerca de 8 a 10 horas e necessita de repor energias e abastecer-se para o resto do dia. Um pequeno-almoço completo deve incluir

  • Laticínios (fontes de proteínas e cálcio),
  • Pão/cereais (fontes de hidratos de carbono e fibra)
  • Fruta (fontes de vitaminas, minerais e fibras).
  • As crianças e adolescentes devem beber leite meio gordo e, de preferência, o pão e os cereais devem ser integrais.

Merendas e lanches:

Na cafetaria da escola, as crianças vão naturalmente preferir os alimentos mais ricos em calorias e pobres em nutrientes (bolos, refrigerantes, entre outros). Por isso opte por preparar em casa a merenda do meio da manhã e o lanche do seu filho. Inclua na lancheira

  • 2 peças de fruta
  • 2 sandes sem manteiga com queijo ou fiambre de peru ou frango.
  • Para beber opte por leite meio gordo ou um iogurte.

Almoço:

No que diz respeito à marmita de almoço das crianças que levam para almoçar na escola, inclua sempre:

  • Sopa e um prato principal: carne/peixe, uma porção de vegetais e uma porção de hidratos de carbono (arroz, massa, batata)
  • A sobremesa deve ser uma peça de fruta e a água a bebida de eleição.

Sugestão Fashion Table

A Milaneza lançou umas massas bem saudáveis para crianças.

Já experimentaram?

11953209_764808663664885_3050409536858133056_n

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Share on Reddit0Share on Tumblr